Estimulação Magnética Transcraniana
Ciclos intensivos de reabilitação
Neuropsicologia e Treino Cognitivo
PediaSuit
Programa de Neuro-desenvolvimento
Electro-estimulação neuro-muscular
Therasuit
Estimulação Eléctrica Transcraneana

 

Instituto Luso-Cubano de Neurologia

Reabilitação neurológica • Porto • Lisboa

Instituto Luso-Cubano de Neurologia

Reabilitação neurológica • Porto • Lisboa

Instituto Luso-Cubano de Neurologia

Reabilitação neurológica • Porto • Lisboa





UMA EQUIPA MULTIDISCIPLINAR

UMA EQUIPA MULTIDISCIPLINAR

Dispomos de uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde, tais como médicos, terapeutas, enfermeiros e outros profissionais. 


TERAPIAS INOVADORAS

TERAPIAS INOVADORAS

Tecnologias de Estimulação Cerebral Não-Invasiva, Therasuit, Integração Sensorial, Eletroestimulação aplicada na Terapia da Fala, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. 


FALE CONNOSCO

FALE CONNOSCO

Tem dúvidas? Exponha-nos o seu caso. Teremos todo o gosto em esclarecê-lo. Consulte a nossa página de Contactos. 






Estimulação Magnética Transcraniana

Estimulação Magnética Transcraniana

Terapia de estimulação cerebral não-invasiva que aplica impulsos magnéticos focados. 


Ciclos intensivos de reabilitação

Ciclos intensivos de reabilitação

Reabilitação intensiva para obtenção de resultados efectivos na melhoria de condições de vida de pacientes e cuidadores. 


Neuropsicologia e Treino Cognitivo

Neuropsicologia e Treino Cognitivo

Terapias cognitivas com tecnologias de bio-feedback, Rehacom, Cogniplus, entre outros 


PediaSuit

PediaSuit

Sistema disponível na Clínica Tejo, equipa certificada, aplicável a pacientes de todas as idades. 


Programa de Neuro-desenvolvimento

Programa de Neuro-desenvolvimento

Avaliação do neuro-desenvolvimento infantil e aplicação de terapias diversas para estimulação da criança. 


Electro-estimulação neuro-muscular

Electro-estimulação neuro-muscular

Electro-estimulação neuro-muscular funcional e Electro-estimulação nervosa transcutânea. 


Therasuit

Therasuit

Sistema disponível na Clínica Norte, equipa certificada, aplicável a pacientes de todas as idades. 


Estimulação Eléctrica Transcraneana

Estimulação Eléctrica Transcraneana

Estimulação eléctrica de baixa intensidade, uma terapia de estimulação transcraneana não invasiva. 


Temas ILCN

Acidente Vascular Cerebral

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e textoHoje em dia já é mais que sabido que a prática desportiva é um aliado importante para melhorar a qualidade de vida das pessoas. 
De acordo com a OMS, para uma pessoa ser considerada ativa, ela precisa de realizar pelo menos 150 minutos de atividade física por semana. Fazer exercício não melhora apenas a nossa forma física, mas também a saúde. A prática reduz o risco de possuir várias doenças. 

Saiba quais…
Acidente Vascular Cerebral (AVC): Pessoas que praticam exercício reduzem para quase um terço o risco de AVC.

Diabetes tipo 2: A diabetes do tipo 2 é uma das formas mais comuns de diabetes. O exercício físico praticado de forma correta diminui a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a diabetes está diretamente ligada à alimentação e também à falta de exercício. Além de prevenir, a prática de exercício físico também é um aliado importante para tratar essa doença.

Cancro: Estudos divulgados por sociedades de pesquisas internacionais em oncologia demonstram que quanto mais alto for o nível de atividade, menores serão os riscos de possuir cancro. Mas é importante dizer que não se sabe com certeza qual é esse nível ideal de exercício e que ele pode variar de acordo com cada pessoa.

Doenças mentais: A atividade física é aconselhável para todas as pessoas e em todas as idades. No caso dos idosos, é fundamental para manter o organismo ativo e a funcionar de forma correta. Nas crianças e jovens auxilia no crescimento e na fase adulta garante a manutenção da forma física e da saúde. Praticar exercício baixa o risco de desenvolvimento de algumas complicações cognitivas principalmente em pessoas com mais de 65 anos e vale a pena lembrar que todo o tipo de atividade física diária reduz quase para metade os riscos de sofrermos transtornos psicológicos como a depressão, ansiedade e o stresse. 

Osteoporose: A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição da massa óssea, tornando os ossos mais frágeis e aumentando o risco de fratura. Ao praticar atividade física, o sistema esquelético fortalece, pois trabalha de forma coordenada com o sistema muscular e o sistema nervoso.

Dor lombar: O sedentarismo aumenta o risco de aparecimento de dor ao nível da região lombar que pode tornar-se crónica. De maneira inversa quem está fisicamente ativo pode diminuir o risco de sofrer com ela.

Hipertensão arterial: No caso da prevenção a atividade física é fundamental, pois atua diretamente no sistema nervoso central.

Proteja-se.

Ler mais +

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e textoHoje em dia já é mais que sabido que a prática desportiva é um aliado importante para melhorar a qualidade de vida das pessoas. 
De acordo com a OMS, para uma pessoa ser considerada ativa, ela precisa de realizar pelo menos 150 minutos de atividade física por semana. Fazer exercício não melhora apenas a nossa forma física, mas também a saúde. A prática reduz o risco de possuir várias doenças. 

Saiba quais…
Acidente Vascular Cerebral (AVC): Pessoas que praticam exercício reduzem para quase um terço o risco de AVC.

Diabetes tipo 2: A diabetes do tipo 2 é uma das formas mais comuns de diabetes. O exercício físico praticado de forma correta diminui a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a diabetes está diretamente ligada à alimentação e também à falta de exercício. Além de prevenir, a prática de exercício físico também é um aliado importante para tratar essa doença.

Cancro: Estudos divulgados por sociedades de pesquisas internacionais em oncologia demonstram que quanto mais alto for o nível de atividade, menores serão os riscos de possuir cancro. Mas é importante dizer que não se sabe com certeza qual é esse nível ideal de exercício e que ele pode variar de acordo com cada pessoa.

Doenças mentais: A atividade física é aconselhável para todas as pessoas e em todas as idades. No caso dos idosos, é fundamental para manter o organismo ativo e a funcionar de forma correta. Nas crianças e jovens auxilia no crescimento e na fase adulta garante a manutenção da forma física e da saúde. Praticar exercício baixa o risco de desenvolvimento de algumas complicações cognitivas principalmente em pessoas com mais de 65 anos e vale a pena lembrar que todo o tipo de atividade física diária reduz quase para metade os riscos de sofrermos transtornos psicológicos como a depressão, ansiedade e o stresse. 

Osteoporose: A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição da massa óssea, tornando os ossos mais frágeis e aumentando o risco de fratura. Ao praticar atividade física, o sistema esquelético fortalece, pois trabalha de forma coordenada com o sistema muscular e o sistema nervoso.

Dor lombar: O sedentarismo aumenta o risco de aparecimento de dor ao nível da região lombar que pode tornar-se crónica. De maneira inversa quem está fisicamente ativo pode diminuir o risco de sofrer com ela.

Hipertensão arterial: No caso da prevenção a atividade física é fundamental, pois atua diretamente no sistema nervoso central.

Proteja-se.

]]>

Veja todos os temas...

 

 

Projectos Financiados pela UE