Temas ILCN

Nesta secção abordamos alguns assuntos muito variados, mas que lhe poderão interessar.

Para o esclarecimento de qualquer dúvida, ou para sugerir outros temas que gostasse de ver abordados, 
entre em contacto connosco, por favor.

Como prevenir a gripe?

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, texto que diz "ILCN Como prevenir a gripe? É impossível eliminar por completo risco da gripe. Porém, existem algumas medidas que pode tomar."Saiba algumas dicas...

- Vacine-se contra a gripe anualmente. A vacina é grátis para alguns grupos de risco. 
- Ao espirrar ou tossir tape a boca e o nariz com um lenço. 
- Lave as mãos regularmente com água e sabão.  
- Limpe e desinfete superfícies que possam estar contaminadas, como mesas e corrimões.
- Evite o contacto com pessoas que sabe estarem infetadas. 
- Faça uma alimentação saudável e equilibrada. Inclua fruta e vegetais na sua dieta, assim como, a ingestão de líquidos.
- Pratique atividade física. A atividade física regular ajuda a manter o sistema imunitário saudável.
- Proteja-se do frio.  
- Evite o cansaço extremo. Um bom descanso melhora o sistema imunitário. 
- Mantenha os ambientes bem ventilados.
- Não tome medicamentos sem indicação médica. A medicação é apenas recomendada em algumas situações. 

Com a chegada e permanência do frio, a gripe aumenta a sua prevalência. Por isso todas as medidas de prevenção devem ser adotadas.


Quer ajudar o seu filho a melhorar a sua expressão?

É desde o nascimento que a criança começa a adquirir novos conceitos. Assim, os pais têm desde cedo uma excelente oportunidade para promover a estimulação linguística dos seus filhos. Estes estímulos auditivos irão potenciar o desenvolvimento e aquisição de novas produções na sua oralidade. Promovendo, também, o aparecimento da primeira palavra mais cedo. É importante referir que esta estimulação irá potenciar o conhecimento dos diversos conceitos que envolvem o dia-a-dia da criança, facilitando a correta associação entre a produção e o objeto/conceito pretendido, demonstrando maior compreensão do meio que o rodeia. 
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e textoDicas:
- Reserve uns minutos do seu dia, para falar com o seu filho sobre o decorrer do dia;
- Coloque-se sempre frente a frente com a criança para facilitar o contacto ocular e consequentemente a comunicação;
- Evite usar diminutivos, recorrendo sempre ao modelo e articulação corretos;
- Leia histórias e faça jogos com o seu filho, que promovam a exploração de novo vocabulário de forma divertida;
- Descreva as atividades que vai realizando com o seu filho;
- Nomeie os objetos ou imagens que vão surgindo no dia-a-dia, explicando a sua função;
- Recorra a onomatopeias, associando-as aos objetos ou imagens corretas;
- Deixe o seu filho iniciar a interação;
- Não interrompa o seu filho;
- Crie turnos de interação (“Agora sou eu… Agora és tu…”). 
Para mais informações contacte-nos.

É uma BIRRA ou uma CRISE? Eis a questão!

A imagem pode conter: 1 pessoa, criança, closeup e textoAs birras e as crises no Autismo são difíceis de compreender e distinguir. E, a maioria das vezes, parecem impossíveis de lidar!
A principal diferença entre uma birra e uma crise está no motivo para ocorrer e na capacidade que a criança tem para se regular.
Uma CRISE ocorre quando a criança sofre uma sobrecarga sensorial, provocada por excessos de estímulos sensoriais (p.e. um parque de diversões). Normalmente, a criança tem dificuldades em se autorregular, mantendo o comportamento desadequado, porque muitas vezes acaba por nem saber o que quer.
Uma BIRRA ocorre quando a criança quer obter algo e, geralmente termina quando a criança obtém o que queria ou quando se apercebe que não irá conseguir o que pretende agindo dessa maneira. Tipicamente a criança é capaz de controlar a birra, parando momentaneamente para verificar se alguém está a ver ou mudando de estratégia (p.e. atirar-se para o chão em vez de gritar).
Se tem dificuldade em lidar com estes comportamentos do seu filho, não deixe de procurar ajuda profissional.


Reflexo de Moro

A imagem pode conter: 1 pessoa, a sorrir, a dormir e bebé, texto que diz "ILCN INSTITUTO UROLOGIA Reflexo de Moro Saiba que pode observar caso este reflexo não esteja integrado"Sabia que…
O reflexo de Moro começa a emergir por volta da 8ª semana de vida intrauterina, deve estar completamente presente na 30ª semana e integrado por volta dos 4 meses após o parto.
Este reflexo é desencadeado por um forte e desagradável estímulo vestibular, auditivo, visual, tátil ou proprioceptivo. 

O bebé reage da seguinte forma:  
Primeiro fazendo uma inspiração profunda e afastando os braços e pernas do corpo.
Seguidamente, os braços e pernas fletem em direção ao centro do corpo e o bebé chora. 

O reflexo de Moro é importante no desenvolvimento de respostas respiratórias. Nos bebés prematuros, nascidos antes da 30ª semana, estas respostas poderão não ser atingidas, uma vez que o reflexo ainda não está completamente desenvolvido. 

Quando o Moro é ativado, os mecanismos de defesa do corpo ficam alerta.

No ILCN dispomos de uma equipa especializada, com formação em “Rhythmic Movement Training” capaz de avaliar e intervir na integração deste reflexo.


Terapia Ocupacional e Paralisia Cerebral

A imagem pode conter: uma ou mais pessoasA intervenção na Paralisia Cerebral deve iniciar-se o mais precocemente possível, num contexto que englobe vários profissionais e deve ser perspetivada de forma contínua, individualizada e adaptada para cada fase da vida da criança e indo de encontro às necessidades dos cuidadores.
Sabe-se que uma grande parte das crianças com Paralisia Cerebral têm grande possibilidade de evoluir e tornar-se independente ao longo do crescimento devido à capacidade de plasticidade neuronal. As evidências científicas mais atuais, revelam que as intervenções devem ser aplicadas de forma intensiva, dinâmica, específica e motivacional, por forma a promover a neuroplasticidade.
A Terapia Ocupacional atua, através de um programa individual onde a criança é envolvida em atividades terapêuticas significativas para potenciar as suas competências, como a motricidade global, motricidade fina, grafomotricidade, perceção visual, planeamento motor, socialização, estimulação e integração sensorial, entre outras, de forma a aumentar a sua participação nas várias ocupações do dia-a-dia, como o brincar, comer, vestir, higiene, atividades escolares, entre outras.
A intervenção do Terapeuta Ocupacional pode ainda incluir a adaptação do contexto (identificação das barreiras arquitetónicas em casa) e a prescrição e treino de produtos de apoio, como por exemplo, cadeira de rodas, adaptações para vestir ou comer.
Saiba como o podemos ajudar.

Acidente Vascular Cerebral

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e textoHoje em dia já é mais que sabido que a prática desportiva é um aliado importante para melhorar a qualidade de vida das pessoas. 
De acordo com a OMS, para uma pessoa ser considerada ativa, ela precisa de realizar pelo menos 150 minutos de atividade física por semana. Fazer exercício não melhora apenas a nossa forma física, mas também a saúde. A prática reduz o risco de possuir várias doenças. 

Saiba quais…
Acidente Vascular Cerebral (AVC): Pessoas que praticam exercício reduzem para quase um terço o risco de AVC.

Diabetes tipo 2: A diabetes do tipo 2 é uma das formas mais comuns de diabetes. O exercício físico praticado de forma correta diminui a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a diabetes está diretamente ligada à alimentação e também à falta de exercício. Além de prevenir, a prática de exercício físico também é um aliado importante para tratar essa doença.

Cancro: Estudos divulgados por sociedades de pesquisas internacionais em oncologia demonstram que quanto mais alto for o nível de atividade, menores serão os riscos de possuir cancro. Mas é importante dizer que não se sabe com certeza qual é esse nível ideal de exercício e que ele pode variar de acordo com cada pessoa.

Doenças mentais: A atividade física é aconselhável para todas as pessoas e em todas as idades. No caso dos idosos, é fundamental para manter o organismo ativo e a funcionar de forma correta. Nas crianças e jovens auxilia no crescimento e na fase adulta garante a manutenção da forma física e da saúde. Praticar exercício baixa o risco de desenvolvimento de algumas complicações cognitivas principalmente em pessoas com mais de 65 anos e vale a pena lembrar que todo o tipo de atividade física diária reduz quase para metade os riscos de sofrermos transtornos psicológicos como a depressão, ansiedade e o stresse. 

Osteoporose: A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição da massa óssea, tornando os ossos mais frágeis e aumentando o risco de fratura. Ao praticar atividade física, o sistema esquelético fortalece, pois trabalha de forma coordenada com o sistema muscular e o sistema nervoso.

Dor lombar: O sedentarismo aumenta o risco de aparecimento de dor ao nível da região lombar que pode tornar-se crónica. De maneira inversa quem está fisicamente ativo pode diminuir o risco de sofrer com ela.

Hipertensão arterial: No caso da prevenção a atividade física é fundamental, pois atua diretamente no sistema nervoso central.

Proteja-se.


Linguagem, Fala e Comunicação

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir, textoSabia que...
Atualmente, é frequentemente observada uma dificuldade em entender os conceitos de comunicação, linguagem e fala. Sendo estes facilmente confundidos uns com os outros. 
A Comunicação pode dar-se de diversas formas, seja por sinais, códigos linguísticos, escrita e/ou oralidade de forma a haver troca de informações entre interlocutores. Para podermos comunicar é necessário que exista um emissor que enviará uma mensagem para o recetor através de códigos linguísticos de uma determinada língua. 
A Linguagem depende da componente neurológica, social e linguística. Assim, a Linguagem consistente na aquisição de conceitos que serão posteriormente utilizados no dia-a-dia de cada indivíduo. Esta pode dividir-se em compreensão e expressão, bem como em verbal e não verbal. A linguagem verbal é composta pela oralidade e pela escrita. Por sua vez a linguagem não verbal define-se pela utilização de símbolos ou sinais em forma de desenhos e figuras que servem como ponte para a comunicação sem o uso de palavras.
Já a fala é a materialização da linguagem, sendo a forma como um indivíduo se comunica de maneira oral, fazendo uso da linguagem verbal. A fala é condicionada pelas variações dialectais, bem como pelo ambiente que nos rodeia. É na fala que colocamos pequenos pormenores da nossa personalidade e das nossas experiências.
No ILCN dispomos de profissionais especializados em cada uma destas áreas, que poderão ajudá-lo numa intervenção mais direcionada para as dificuldades de cada indivíduo.

Dia Mundial da Deglutição

A imagem pode conter: 1 pessoa, textoMITO...
Hoje celebra-se o Dia Mundial da Deglutição e por isso a equipa de Terapeutas da Fala pretende elucidar a população sobre um dos grandes mitos inerentes às alterações da deglutição. 
A deglutição traduz-se no ato de engolir um determinado alimento, transportando-o desde a boca até ao estômago. Contudo, por vezes, esse transporte pode não ocorrer da forma adequada levando à ocorrência de penetração (alimento entra no vestíbulo laríngeo, mas não passa abaixo das cordas vocais) ou de aspiração (passagem do alimento abaixo das cordas vocais e consequente transporte para a via aérea). Quando ocorre penetração laríngea, espera-se que o reflexo de tosse seja ativado pela presença de um corpo estranho, levando o alimento de volta para a orofaringe? No entanto, existem alguns casos nos quais podem existir alterações de sensibilidade na região laríngea e por esse motivo o corpo estranho não é detetado e por sua vez a ativação do reflexo de tosse não é realizada. Quando ocorre aspiração sem ser ativado reflexo de tosse, considera-se que a aspiração é silenciosa. 
Este tipo de casos é muito grave e é fulcral o seu diagnóstico precoce, pois destas ocorrências podem advir pneumonias! Assim, entende-se que não tossir não significa que a deglutição ocorre de forma segura e eficaz.
Caso o seu familiar apresente sintomas e sinais de disfagia, não hesite em contactar-nos. 
No ILCN dispomos de uma equipa com formação especializada nas alterações da deglutição!

Autismo e AVD's

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, fruta, texto e comidaTodos nós acordamos, vamos à casa de banho, tomamos banho, escovamos os dentes, vestimo-nos, de forma automática e sem pensarmos nisso. Estas atividades chamam-se “Atividades da Vida Diária” (AVD´s).
As atividades da vida diária podem parecer banais, mas são uma parte crucial para a independência. Porém, as crianças com perturbação do espectro do autismo, por vezes apresentam dificuldades que complicam a realização destas atividades simples, como por exemplo calçar um sapato. E o que é que os adultos optam por fazer, no meio da vida agitada que temos? Fazer a tarefa pela criança. É mais fácil, é mais rápido, dá menos trabalho, causamos menos frustração na criança, suja menos… tantas desculpas!
O problema é que a criança vai crescendo. E vai-se habituando ao facto de ter a mãe ou o pai ali para calçar o sapato, mesmo que até já consiga calçar o sapato na escola ou na sessão de Terapia Ocupacional.
Até se desculpa que de manhã, antes de ir para o trabalho, facilite a sua vida e a do seu filho, no entanto, ao fim do dia e ao fim de semana, com mais tempo, deixe o seu filho despir-se/ vestir-se sozinho, optando por roupas mais práticas inicialmente. Deixe-o vestir o pijama sozinho e opte por um com botões grandes à frente, para iniciar o treino de abotoar. Deixe-o fazer pequenas tarefas, gradualmente, no banho ou a escovar os dentes. Assim, está a torná-lo mais independente, influenciando o desenvolvimento da criança nas mais diversas áreas como a coordenação motora, raciocínio lógico, organização, resolução de problemas, tomada de decisão e responsabilidade, entre outras.
Pense que mãe e pai não podem não estar lá sempre. Por isso, por muito que dê trabalho agora, é por um bom motivo futuramente. Determine metas, dê pistas verbais e visuais, deixe errar, corrija pacientemente. Para ajuda profissional, procure um terapeuta ocupacional, será o técnico mais indicado para o ajudar neste sentido.

Dia internacional das Pessoas com Deficiência

"Aspectos diferentes e corações iguais."

Nenhuma descrição de foto disponível.


Padrão de Extensão

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, criança, texto e ar livreAlgumas crianças com lesão neurológica apresentam padrão de extensão…
Saiba o que pode fazer nas suas rotinas diárias para ajudar a inibir este padrão:
- Vestir camisola (cabeça de trás para a frente e depois membros superiores): promover flexão;
- Despir camisola (membro superior-cabeça-membro superior) - promover flexão;
- Usar meias fluorescentes ou com guizos para promover diagonais;
- Brincar em decúbito ventral para proporcionar estabilidade a nível escapular (tronco superior entrar em flexão com toalha ao nível do tronco inferior);
- Colo: pegar de forma a envolver os membros superiores e com referência ao nível do tronco posterior e coxo-femoral bilateral;
- Alimentação: na cadeira de alimentação preencher os espaços com almofadas/toalhas enroladas de forma a dar referências propriocetivas e evitar a extensão não regulada, abdução e extensão dos membros superiores;
- Alimentação: direcionar a colher à boca de inferior para posterior e não do nível acima da boca;
- Banho: envolver os membros superiores e referência a nível occipital com um membro superior;
- Dormir: variar posicionamentos em decúbito lateral adaptado e dorsal com almofada/toalha em forma de ninho para dar referências proximais. Nunca virar a criança de costas para os pais ( de forma a evitar extensão);
- Colocar os óculos/chapéus/gorros de posterior para anterior (evita extensão da cabeça e membros superiores em rotação lateral e abdução).

Aneurisma Cerebral

A imagem pode conter: textoSabia que...
Um aneurisma cerebral corresponde a uma zona de fraqueza da parede de um vaso sanguíneo intracraniano que tende a dilatar-se, ficando preenchido com sangue. De um modo geral, os aneurismas formam-se na zona da bifurcação das artérias, por ser a zona mais frágil da sua estrutura.
Essa dilatação pode exercer pressão sobre nervos ou outras estruturas cerebrais adjacentes. Por outro lado, pode romper causando uma hemorragia que vai comprimir as estruturas vizinhas. 

Eles são mais comuns em pessoas portadoras de outras doenças genéticas ou portadores de doenças circulatórias como as malformações arteriovenosas. Outras possíveis causas dos aneurismas são: um trauma, hipertensão arterial, infeções, tumores, aterosclerose, tabagismo e abuso de álcool e drogas.

A maioria dos aneurismas cerebrais não se associa a sintomas até o momento em que aumentam de dimensões ou que rompem. Os sintomas resultam da compressão das estruturas adjacentes e podem incluir dor por cima e em torno dos olhos, sensação de formigueiro, fraqueza ou paralisia num dos lados da face, pupilas dilatadas, alterações da visão, fotofobia.

Quando ocorre hemorragia, o principal sintoma é uma dor de cabeça de início súbito e extremamente forte, associada a visão dupla, náuseas, vómitos, rigidez da nuca e perda da consciência.
Por vezes ocorrem episódios de dor de cabeça mais ligeiros nos dias anteriores à rotura.
Esteja atento ao seu corpo. Proteja-se...


Dia Mundial da Prematuridade

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e textoHoje comemora-se o Dia Mundial da Prematuridade!

O bebé prematuro caracteriza-se pela imaturidade do seu organismo, tornando-o mais vulnerável a determinadas doenças e, também, mais sensível a determinados fatores externos, como a luz e o ruído.

Os principais problemas médicos dos recém-nascidos prematuros estão relacionados com a sua imaturidade respiratória e metabólica. A pele é também mais fina que a do recém-nascido de termo.

Estes bebés lutam, vencem, superam cada obstáculo com muita força e vontade de viver. São seres tão pequenos e frágeis que vieram para fazer a diferença.

Parabéns pequenos grandes guerreiros!


Dia Nacional do Terapeuta da Fala

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir, pessoas em péAs Terapeutas da Fala (TF) do ILCN convidam-no a responder a um questionário online, alusivo ao Dia Nacional do Terapeuta da Fala.

Objetivo do questionário: identificar algum ou alguns sinais de alerta que justifiquem a avaliação pelo Terapeuta da Fala.

A quem se destina: pais, cuidadores, educadores de infância ou qualquer pessoa acima dos 16 anos

Cada questionário submetido será analisado pela nossa equipa de TF que dará o seu parecer via e-mail. 

Link questionário: https://docs.google.com/…/1FAIpQLSdg16VlcIG7yzrlo…/viewform…

Um obrigado especial ás Terapeutas da Fala do ILCN.

 

 

 


BRINCAR

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, oceano, ar livre e água

O brincar é uma coisa séria.

É no brincar que a criança, e o adulto, dão liberdade à imaginação e à criatividade.
Ao brincar, a criança assume papeis e aceita regras próprias da brincadeira, executando, imaginariamente, tarefas para as quais ainda não está apta ou não sente como agradáveis na realidade, preparando-a para a vida adulta.

Brincar é a principal tarefa de uma criança.
O brincar é uma atividade que tem um fim em si mesma, porém consequentemente facilita o desenvolvimento motor, social, cognitivo e afetivo da criança.
Não podemos nunca esquecer que cada criança é única, tem as suas próprias motivações para comunicar, relacionar-se, e reage aos estímulos sensoriais de forma diferente. Quando se justifica a intervenção clínica, o seu início e os objetivos devem ter sempre em conta as caraterísticas individuais de cada criança.
Uma adequada intervenção procura, em primeira instância, promover a relação da criança com o adulto, aumentando a sua iniciativa para comunicar – seja através do olhar, de um gesto, de um sorriso, de um som ou da tão esperada palavra. Toda a intervenção deve realizar-se de forma lúdica e livre, partindo dos interesses e das motivações da criança. Os pais e outros cuidadores são essenciais para a aprendizagem e o desenvolvimento, pelo que devem ser envolvidos em qualquer programa de intervenção planeado.

Mais importante: Brinque com o seu filho. Não é preciso nenhum manual de instruções, simplesmente esteja, simplesmente fale com ele, conheçam-se mutuamente. O seu filho precisa mais de si, do que dos seus presentes. O seu filho desenvolve-se mais em cinco minutos ricos em brincadeira consigo, do que numa hora, sozinho, com o brinquedo mais caro do supermercado.


Freio lingual

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e bebé

O freio da língua é uma fina membrana inserida por baixo da língua, unindo-a ao assoalho da boca. Em alguns casos esta membrana pode estar encurtada ou com uma inserção anteriorizada, sendo denominada “língua presa” ou “freio lingual curto”. Esta alteração estrutural é visível pela dificuldade em realizar anteriorização da língua, sendo que quando é possível a execução deste movimento a língua fica em “forma de coração”. Um freio lingual encurtado provocar dificuldades ao nível da alimentação e da fala. Os movimentos da língua encontram-se limitados e diminuídos podendo provocar alterações relacionadas com a sucção, bem como na precisão articulatória dos diversos sons da fala. 
Se o seu filho apresentar dificuldades ao nível da alimentação e/ou da fala causadas por alterações desta estrutura não hesite em contactar-nos. 
No ILCN dispomos de profissionais especializados que poderão ajudar a melhorar o dia-a-dia do seu filho.


Dia Mundia do AVC

A imagem pode conter: texto

O AVC (Acidente Vascular Cerebral) continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal, sendo também a principal causa de morbilidade.
O AVC acontece quando o fornecimento de sangue para uma parte do cérebro é impedido, devido a um bloqueio ou derrame. É uma emergência médica que exige uma atuação rápida.
No entanto, na maioria dos casos, o pedido de socorro é feito tardiamente. Assim, é essencial que cada cidadão saiba quais os sinais de alerta do AVC e como utilizar de forma correta o Número Europeu de Emergência – 112.

Se suspeitar que alguém está a ter um AVC, tenha em atenção os seguintes sinais e sintomas:
- Falta de força num braço;
- Boca ao lado;
- Dificuldade em falar.

Perante sinais e sintomas de um AVC, a pessoa deve:
- Pedir à vítima para sorrir. Se notar alguma assimetria, ou seja, se a vítima sorrir apenas de um lado, poderá ser um indicador que o outro lado da cara está paralisado;
- Verificar se a vítima consegue levantar os braços. Se estiver a sofrer um AVC poderá apenas conseguir levantar um deles;
- Tentar estabelecer contacto verbal com a vítima e verificar se comunica com clareza. Normalmente, a dificuldade em falar é um dos sintomas mais característicos.
Esteja atento! Todos podemos ajudar!


Dia mundial da Terapia Ocupacional

A imagem pode conter: 1 pessoa, a sorrir, textoNeste dia, o ILCN felicita todos os Terapeutas Ocupacionais, que todos os dias capacitam mais a pessoa, promovendo a sua saúde, bem estar e qualidade de vida.

Felicitamos em especial os Terapeutas Ocupacionais que colaboram diariamente com o ILCN. Obrigado por fazerem tão bem o vosso trabalho.

 

 

 

 

 

 


Dia Nacional da Paralisia Cerebral

A imagem pode conter: textoHoje comemora-se o Dia Nacional da Paralisia Cerebral!

Esta data visa desmistificar alguns preconceitos relacionados com a paralisia cerebral e mostrar à sociedade os problemas e desafios que sofrem diariamente as pessoas com paralisia cerebral, assim como as suas famílias.

A paralisia cerebral é uma alteração neuromotora, não progressiva, que compromete várias áreas do desenvolvimento da criança, como consequência de uma lesão cerebral ocorrida durante o período de desenvolvimento do Sistema Nervoso Central.

A paralisia cerebral assume diferentes tipos de gravidade de pessoa para pessoa.

A estimulação precoce destas crianças é fundamental para a melhoria da sua qualidade de vida.

Saiba como o ILCN pode ajudar!


Dia Mundial da Alimentação

A imagem pode conter: texto e comidaAs doenças neurológicas surgem de causas de complexidade variada. A intervenção nutricional surge como parte integrante no tratamento dessas doenças, para que possa tratar e minorar sintomas, promovendo assim uma melhoria na qualidade de vida.

No ILCN a intervenção nutricional exige um histórico alimentar, médico, clínico, bioquímico e antropométrico – com recurso a balança de bioimpedância - para a elaboração de um esquema alimentar e/ou suplementar individualizado. Oferecemos um acompanhamento semanal, com realização de avaliações e sessões motivacionais, sempre com o objetivo final de melhoraria o estado nutricional e qualidade de vida do paciente.

 

 


 

Exponha-nos o seu caso e teremos todo o gosto em aconselhar uma consulta para si ou para o seu familiar. 

Encontre as nossas moradas, telefones, emails e formulário na nossa página de Contactos.