Estimulação Magnética Transcraniana
Ciclos intensivos de reabilitação
Neuropsicologia e Treino Cognitivo
PediaSuit
Programa de Neuro-desenvolvimento
Electro-estimulação neuro-muscular
Therasuit
Estimulação Eléctrica Transcraneana

 

Instituto Luso-Cubano de Neurologia

Reabilitação neurológica • Porto • Lisboa

Instituto Luso-Cubano de Neurologia

Reabilitação neurológica • Porto • Lisboa

Instituto Luso-Cubano de Neurologia

Reabilitação neurológica • Porto • Lisboa





UMA EQUIPA MULTIDISCIPLINAR

UMA EQUIPA MULTIDISCIPLINAR

Dispomos de uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde, tais como médicos, terapeutas, enfermeiros e outros profissionais. 


TERAPIAS INOVADORAS

TERAPIAS INOVADORAS

Tecnologias de Estimulação Cerebral Não-Invasiva, Therasuit, Integração Sensorial, Eletroestimulação aplicada na Terapia da Fala, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. 


FALE CONNOSCO

FALE CONNOSCO

Tem dúvidas? Exponha-nos o seu caso. Teremos todo o gosto em esclarecê-lo. Consulte a nossa página de Contactos. 






Estimulação Magnética Transcraniana

Estimulação Magnética Transcraniana

Terapia de estimulação cerebral não-invasiva que aplica impulsos magnéticos focados. 


Ciclos intensivos de reabilitação

Ciclos intensivos de reabilitação

Reabilitação intensiva para obtenção de resultados efectivos na melhoria de condições de vida de pacientes e cuidadores. 


Neuropsicologia e Treino Cognitivo

Neuropsicologia e Treino Cognitivo

Terapias cognitivas com tecnologias de bio-feedback, Rehacom, Cogniplus, entre outros 


PediaSuit

PediaSuit

Sistema disponível na Clínica Tejo, equipa certificada, aplicável a pacientes de todas as idades. 


Programa de Neuro-desenvolvimento

Programa de Neuro-desenvolvimento

Avaliação do neuro-desenvolvimento infantil e aplicação de terapias diversas para estimulação da criança. 


Electro-estimulação neuro-muscular

Electro-estimulação neuro-muscular

Electro-estimulação neuro-muscular funcional e Electro-estimulação nervosa transcutânea. 


Therasuit

Therasuit

Sistema disponível na Clínica Norte, equipa certificada, aplicável a pacientes de todas as idades. 


Estimulação Eléctrica Transcraneana

Estimulação Eléctrica Transcraneana

Estimulação eléctrica de baixa intensidade, uma terapia de estimulação transcraneana não invasiva. 


Temas ILCN

Autismo e AVD's

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, fruta, texto e comidaTodos nós acordamos, vamos à casa de banho, tomamos banho, escovamos os dentes, vestimo-nos, de forma automática e sem pensarmos nisso. Estas atividades chamam-se “Atividades da Vida Diária” (AVD´s).
As atividades da vida diária podem parecer banais, mas são uma parte crucial para a independência. Porém, as crianças com perturbação do espectro do autismo, por vezes apresentam dificuldades que complicam a realização destas atividades simples, como por exemplo calçar um sapato. E o que é que os adultos optam por fazer, no meio da vida agitada que temos? Fazer a tarefa pela criança. É mais fácil, é mais rápido, dá menos trabalho, causamos menos frustração na criança, suja menos… tantas desculpas!
O problema é que a criança vai crescendo. E vai-se habituando ao facto de ter a mãe ou o pai ali para calçar o sapato, mesmo que até já consiga calçar o sapato na escola ou na sessão de Terapia Ocupacional.
Até se desculpa que de manhã, antes de ir para o trabalho, facilite a sua vida e a do seu filho, no entanto, ao fim do dia e ao fim de semana, com mais tempo, deixe o seu filho despir-se/ vestir-se sozinho, optando por roupas mais práticas inicialmente. Deixe-o vestir o pijama sozinho e opte por um com botões grandes à frente, para iniciar o treino de abotoar. Deixe-o fazer pequenas tarefas, gradualmente, no banho ou a escovar os dentes. Assim, está a torná-lo mais independente, influenciando o desenvolvimento da criança nas mais diversas áreas como a coordenação motora, raciocínio lógico, organização, resolução de problemas, tomada de decisão e responsabilidade, entre outras.
Pense que mãe e pai não podem não estar lá sempre. Por isso, por muito que dê trabalho agora, é por um bom motivo futuramente. Determine metas, dê pistas verbais e visuais, deixe errar, corrija pacientemente. Para ajuda profissional, procure um terapeuta ocupacional, será o técnico mais indicado para o ajudar neste sentido.

Ler mais +

Todos nós acordamos, vamos à casa de banho, tomamos banho, escovamos os dentes, vestimo-nos, de forma automática e sem pensarmos nisso. Estas atividades chamam-se “Atividades da Vida Diária” (AVD´s).
As atividades da vida diária podem parecer banais, mas são uma parte crucial para a independência. Porém, as crianças com perturbação do espectro do autismo, por vezes apresentam dificuldades que complicam a realização destas atividades simples, como por exemplo calçar um sapato. E o que é que os adultos optam por fazer, no meio da vida agitada que temos? Fazer a tarefa pela criança. É mais fácil, é mais rápido, dá menos trabalho, causamos menos frustração na criança, suja menos… tantas desculpas!
O problema é que a criança vai crescendo. E vai-se habituando ao facto de ter a mãe ou o pai ali para calçar o sapato, mesmo que até já consiga calçar o sapato na escola ou na sessão de Terapia Ocupacional.
Até se desculpa que de manhã, antes de ir para o trabalho, facilite a sua vida e a do seu filho, no entanto, ao fim do dia e ao fim de semana, com mais tempo, deixe o seu filho despir-se/ vestir-se sozinho, optando por roupas mais práticas inicialmente. Deixe-o vestir o pijama sozinho e opte por um com botões grandes à frente, para iniciar o treino de abotoar. Deixe-o fazer pequenas tarefas, gradualmente, no banho ou a escovar os dentes. Assim, está a torná-lo mais independente, influenciando o desenvolvimento da criança nas mais diversas áreas como a coordenação motora, raciocínio lógico, organização, resolução de problemas, tomada de decisão e responsabilidade, entre outras.
Pense que mãe e pai não podem não estar lá sempre. Por isso, por muito que dê trabalho agora, é por um bom motivo futuramente. Determine metas, dê pistas verbais e visuais, deixe errar, corrija pacientemente. Para ajuda profissional, procure um terapeuta ocupacional, será o técnico mais indicado para o ajudar neste sentido.
]]>

Veja todos os temas...

 

 

Projectos Financiados pela UE